Quarta-feira, 27 de Fevereiro de 2008

Lesões Desportivas

Lesões: são umas das patologias que com maior frequência incapacita o desportista. Estas são provocadas por métodos inadequados de treino, alterações estruturais que sobrecarregam mais determinadas partes do corpo do que outras e pela fraqueza muscular, tendinosa e ligamentar.

 

            As lesões musculares costumam produzir-se na união musculotendinosa. Por vezes são acompanhadas da ruptura de fibras musculares.

Este tipo de lesão pode afastar o atleta por um tempo significativo do desporto, podendo causar uma incapacidade física grave.

           

As lesões musculares por contacto directo são as mais comuns em desportos de contacto ou em quedas, como as contusões ou lacerações.

           

As lesões musculares indirectas, como os estiramentos, ocorrem principalmente em desportos que exigem grande potência muscular, como o ciclismo e a corrida.

 

 

Deve ficar atento:

O período de maior vulnerabilidade de reincidência da lesão é quando o atleta se sente confortável, sem dor e retorna à actividade antes que tenha curado adequadamente a lesão.

 

Os sintomas do estiramento muscular são:

§         Dor aguda;

§         Edema (inchaço);

§         Hematoma (se a lesão for mais grave);

§         Perda da função e defeito palpável (se for lesão completa).

 

Tratamento imediato:

§         Gelo local – 20minutos, 3 vezes ao dia (ajuda a diminuir o processo inflamatório);

§         Medicamento anti-inflamatório (uso oral);

§         Repouso relativo – depende da gravidade da lesão e do tempo de cicatrização.

 

Após 2 ou 3 dias, deve-se iniciar o tratamento fisioterapeutico, com ênfase na mobilidade, fortalecimento muscular e melhoria da resistência, procurando a funcionalidade total do atleta.

 

Como evitar:

§         Alongar sempre antes e depois das actividades;

§         Não esquecer do período de aquecimento antes da actividade e depois da actividade;

§         Não aumentar drasticamente a intensidade do treino.

 

O retorno do atleta à actividade desportiva dá-se de forma gradativa, com liberação completa ao desporto quando o atleta se encontrar nas mesmas condições pré-lesão e sentir segurança para voltar.

 

Observação:

Se já tiveste alguma lesão muscular e esta não foi tratada adequadamente, pode acontecer que, quando alongares o músculo, sintas um “esticão” e este pode ser derivado a uma fibrose no local da lesão.

 

Deves procurar um profissional capacitado quando houver indícios de lesão muscular.

 

E como diz o ditado: “ é melhor prevenir que remediar”.

Publicado por lesoesdesportivas às 10:46
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

.Mais sobre nós

.Pesquisar neste blog

 

.Maio 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Posts recentes

. Lesões Ósseas

. Entorses do tornozelo

. Lesões por sobrecarga

. Resultado dos inquéritos ...

. Resultado dos inquéritos ...

.Arquivos

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

.tags

. todas as tags

.Links

.Agradecimentos

Professor Manuel António Fisioterapeuta Carlos Neto Treinador Helder Neves

.Contactos

lesoesdesportivas@sapo.pt

.Visitantes

Estadisticas y contadores web gratis
Estadisticas Gratis

.subscrever feeds